Entry: vida Friday, May 28, 2004



tenho um livro de histórias mal contadas.
tenho um livro cheio de ilustrações mal desenhadas, borradas, com côres difusas e misturadas, como uma aguarela cuja tinta não foi suficiente para embeber toda a água...
tenho lágrimas que afogam a ponta de um qualquer pincel, de um qualquer pintor, numa qualquer tela.
tenho um cordel forte, capaz de suster o maior quadro do mundo, a apertar-me o coração.
tenho nós que me apertam a garganta com a mesma força que apertariam as velas de um qualquer barco, num qualquer mar... salgado... como as lágrimas que me secaram.
tenho uma vida feia e mal desenhada pintada num quadro...

na verdade... na verdade não tenho nada.


   2 comments

groze
June 19, 2004   06:23 PM PDT
 
Caro Maps... regresso hoje ao teu blog, após meses de ausências forçadas e dolorosas. Fizeste deste espaço um autêntico extravasar de poesia para o mundo. Que bonito, meu caro!

Este texto está simplesmente soberbo, na sua angústia e na sua simplicidade...

Bonito, ver como descreves esse livro de poesia aberta aos outros...

Dizes não ter nada... quem tem?

Um Abraço.
Stella
May 28, 2004   03:47 PM PDT
 
A tua VIDA é...






... na verdade, uma VIDA cheia de POESIA!

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments